destaques
conteúdo
publicidade
editorial
Pai nosso que estais no céu... Ave Maria cheia de graça...

O ano de 2018 vai precisar de muita reza mesmo! Se 2017 não foi um ano fácil pra ninguém, o que esperar então de 2018... As crises econômicas e sociais devem continuar... E não se falará em outra coisa que em eleições... E o Brasil deve vai permanecer em compasso de espera mais um ano... Que país é esse!?

Coitada das artes plásticas e da Cultura em geral em um cenário como esse...Elas são as primeiras a sofrer e as últimas a se levantar em momentos de crise...

Em 2018, os amantes das artes terão que se contentar com uma efeméride (os 70 anos do MAM-SP), uma retrospectiva de Jean-Michel Basquiat no CCBB com obras de um colecionador apenas e mais uma edição da Bienal de São Paulo... Em seus 16 anos de vida, o Mapa das Artes já viu programações melhores, mas como se diz por aí: “É o que temos para hoje!”.

Mas para quem a esperança é a última que morre, restará acreditar no imponderável, nas energias do generoso astro regente Júpiter (que ajuda nos negócios, na saúde, no amor e no trabalho), do elemento terra (que privilegia quem tem os pés no chão) e na força dos orixás. Em um ano de extremos, como 2018, precisaremos do auxílio de vários deles.

A regência do ano caberá ao poderoso Xangô (orixá da justiça e da sabedoria, sincretizado em três santos: São Jerônimo, São Pedro e São João Batista), mas ele contará com a ajuda da guerreira Iansã, “a querida mãe do céu rosado” (sincretizada em Santa Bárbara); de Nanã (a orixá das águas paradas e protetora dos idosos, sincretizada em Santa Ana, avó de Jesus); de Obá (sincretizada em Santa Rita de Cássia e Santa Joana D’Arc e que, assim como Van Gogh, cortou sua própria orelha); e de Exú (orixá da comunicação, da paciência e da disciplina, sincretizado em Santo Antonio). Será um bom negócio se apegar em todos esses santos e orixás!!!

Mas voltando às artes plásticas, comece bem o seu ano prestigiando neste primeiro bimestre as exposições em São Paulo da 9ª edição do Salão dos Artistas Sem Galeria, nas galerias Sancovsky e Zipper, promovido por este Mapa das Artes!

O Mapa das Artes agradece o artista plástico Caio Reisewitz pela cessão da fotografia “Jaraguá”, que ilustra a capa desta edição do Mapa das Artes. A obra está em exibição na mostra “São Paulo Não é Uma Cidade – Invenções do Centro”, no Sesc 24 de Maio, até 28/1. Feliz 2018 a todos!


Celso Fioravante
Editor / mapadasartes@uol.com.br