destaques
conteúdo
publicidade

ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA

  • Exposição do Acervo da Pinacoteca da associação reúne 132 obras de artistas como Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral, Aldemir Martins, Alfredo Volpi, Lasar Segall, Candido Portinari, Caciporé Torres e Maria Bonomi (de 25/11/15, às 20h, a 30/04/16).
  • A Sala Modernista exibe mostra permanente com mais de 60 obras, datadas entre o período de 1930 a 2009, de Alex Flemming, Aldemir Martins, Aldo Bonadei, Anita Malfatti, Caciporé Torres, Claudio Tozzi, Di Cavalcanti, Maria Bonomi, Tarsila do Amaral, Alfredo Volpi, José Pancetti, Lasar Segall, Flávio de Carvalho, José Antonio da Silva, Cândido Portinari e outros.
  • Bela Vista: av. Brigadeiro Luiz Antonio, 278, 8º andar, tel. (11) 3188-4304. Seg. a sex., 9h/19h. www.apm.org.br

CAIXA CULTURAL | PRAÇA DA SÉ

  • A Mostra Bienal Caixa de Novos Artistas apresenta obras de 24 artistas de todo o país selecionados pelos curadores Fernando Oliva e Rosemeire Odahara Graça. Participam Ângelo Bradelli Costa (RS), Bruno Bernardi (SP), Caio Pacela (RJ), Calvin Maister (RS), Clauias Elias (RJ), David Magila (SP), Flora Rebollo (SP), Gilio Mialichi (SP), Maíra Fukimoto (SP), Marcelo Arnesto (RS), Mariana Rocha (RJ), Nubia Abe (SP), Poliana Pieratti (RJ), Pedro Andrada (SP), Roberto Ulhoa (SP), Rodrigo Moreira (SP), Betina Guedes (RS), Eduardo Freitas (PR), Ricardo Theodoro (DF), Simone Cupello (RJ), Felipe Vaz (RJ), Filipe Acácio (CE), Letícia Simões (BA) e Lucas Costa (SP). A mostra iniciou sua itinerância pelas unidades da Caixa Cultural em Curitiba e prossegue por São Paulo, Brasília, Fortaleza, Recife, Salvador e Rio de Janeiro (de 16/12/15 a 28/02/16).
  • A mostra-instalação Museu Encantador, idealizada pelas artistas Rita Natálio e Joana Levi é um projeto sobre “encantamento” e memória entre Brasil e Portugal, cujo desafio é pensar a construção de um museu como uma performance. Dentro da instalação são reunidos objetos e “encantamentos” doados pelos diversos colaboradores brasileiros e portugueses, em que cada doação se oferece como guia para reinventar a memória colonial. Em 23/01/16, às 11h, ocorre lançamento de catálogo. Em 20/02/16, às 17h, é ministrada palestra com Prof. Peter Pál Pelbart. Entre 30/01 e 28/02/16, aos sábados e domingos, às 17 horas, ocorre apresentações gratuitas da performance concebida por Rita Natálio & Joana Levi, com a participação da bailarina portuguesa Teresa Silva (de 12/12/15 a 28/02/16).
  • A exposição Empresa Colonial, sob curadoria de Thomas Toledo, apresenta trabalhos de artistas contemporâneos que debatem a formação cultural brasileira. Trabalhos de Bruno Baptistelli, Beto Shwafaty, Clara Ianni, Jaime Lauriano, Lais Myrrha e Rafael RG expõem os traumas do confronto entre nativos e colonizadores europeus e suas permanências na atualidade. O lançamento do catálogo ocorre em 23/01/16, às 11h, seguido de visita guiada com Rita Natálio e Joana Levi. Em 13/02/16, das 16h às 19h, é ministrada oficina de processo criativo com o Coletivo Ágata. Em 27/02/16, às 16h, é realizada mesa-redonda sobre o tema com os artistas. Ambas atividades tem participação gratuita e as inscrições pelo e-coletivoagata@gmail.com (de 12/12/15, às 11h a 28/02/16).
  • O Museu da Caixa, no sexto andar do edifício, conta a história do prédio, da Caixa, das loterias e de boa parte da economia brasileira. São fotos, mobiliário e equipamentos de agências bancárias desde a década de 1930, além de uma coleção de cédulas e moedas brasileiras.

CENTRO BRASILEIRO BRITÂNICO

  • O CBB, inaugurado em 2000, foi idealizado pela Cultura Inglesa com o objetivo de reunir atividades relacionadas a cultura, educação, lazer e comércio entre Brasil e Reino Unido. O complexo foi projetado por Botti Rubin e conta com galerias de arte, biblioteca, restaurante, sala de espetáculos e salas de reuniões de algumas instituições, entre elas o Consulado Geral Britânico e a BBC.
  • Pinheiros: r. Ferreira de Araújo, 741, tel. (11) 3035-0500. Seg. a sex., 10h/19h; sáb. e dom., 10h/16h. www.cbb.org.br

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

  • A exposição Mondrian e o Movimento De Stijl reúne cerca de 70 obras, sendo 30 do pintor holandês Piet Mondrian (1872-1944) e uma seleção de múltiplas manifestações do movimento De Stijl (1917-1928), baseado nos princípios apresentados na revista “De Stijl”. Além de obras originais, são exibidos maquetes, mobiliário, fotografia, documentários, fac-símiles e publicações de época. A maior parte do acervo é do Museu Municipal de Haia, na Holanda, que reúne a maior coleção do mundo de obras de Mondrian. Curadoria de Pieter Tjabbes. Depois de São Paulo, a mostra segue para as unidades do CCBB em Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro (de 25/01/16 a 04/04/16).
  • Centro: r. Álvares Penteado, 112, tel. (11) 3113-3651. Qua. a seg., 9h/21h. Visitação com hora agendada pelo site www.ingressorapido.com.br, pelo aplicativo da Ingresso Rápido (IOS ou Android) ou na bilheteria. www.bb.com.br/cultura

CENTRO CULTURAL CORREIOS

  • A mostra Vértice - Coleção Sérgio Carvalho, com curadoria de Polyanna Morgana, Marília Panitz e Marisa Mokarzel, reúne 200 obras de 64 artistas selecionadas entre os mais de 1.500 trabalhos de arte contemporânea pertencentes ao colecionador de Brasília Sérgio Carvalho. São pinturas, esculturas, desenhos, fotografias, vídeos e instalações de nomes como James Kudo, Gisele Camargo, Nazareno, Marcelo Solá, Antonio Dias, Barrão, Berna Reale, Camila Soato, Mauro Restife, Nazareno, Nino Cais, Nelson Leirner, Paulo Nazareth, Pedro David, Rafael Carneiro, Ralf Gehre, Rochelle Costti, Rodrigo Braga, Efrain Almeida, Farnese de Andrade e José Rufino entre outros. Na abertura ocorre performance do Grupo EmpreZa e da artista Marcela Tiboni; em 04/02/16, às 14h, bate-papo com as curadoras (exposição de 03/02/16, às 20h, a 27/03/16).

ESPACIO URUGUAY | BANCO DE LA REPUBLICA ORIENTAL DEL URUGUAY

  • A Mostra Internacional de Arte, em comemoração ao aniversário da cidade de São Paulo, reúne obras de 20 artistas, como os brasileiros Ana Marta Zammataro, Angelika Altmann, Antonietta Tordino, Cris Mason e Renato Salles e os uruguaios Rafael Damiani, Gustavo Alamón e Enrique Medina. Há ainda a mostra paralela "Livro de Arte", produzida pelo Escritório de Arte Vera Simões, com trabalhos de outros quase 30 artistas (de 20/01/16, das 18h30 às 21h30, a 26/02/16).
  • A mostra Tolerância e Solidariedade da Cidade de São Paulo repune pinturas e criações plásticas das artistas Antonietta Tordino, Cris Mason e Miriam Leonel, Regina Moreira Morey e Lara Iglesias Valente (de 20/01/16 a 26/02/16).
  • Primeiro Espacio Uruguay construído no exterior, na sede do Banco de la República Oriental del Uruguay, foi inaugurado em 2011, pelo ex-presidente uruguaio José Mujica. O espaço mantém um calendário anual com manifestações artísticas da cultura de países com os quais o Uruguai mantém relações.

ESPAÇO CULTURAL PORTO SEGURO | alameda Barão de Piracicaba

  • O novo espaço cultural é inaugurado com a exposição Grandes Mestres – Michelangelo, Leonardo e Rafael, de cunho artístico e científico e que propõe uma experiência interativa pelas criações dos três mestres renascentistas italianos, permitindo que o público vivencie os processos de produção desses artistas. A mostra, concebida por Alessandro Vezzosi (especialista em da Vinci) e Francesco Buranelli (especialista em Michelangelo) e produzida por Mats Rönngard, da Suécia, foi criada e desenvolvida em Gotemburgo e já passou por Instanbul. São apresentadas réplicas e reproduções de obras que não podem circular devido às grandes dimensões ou por fazerem parte da arquitetura dos edifícios que as abrigam, entre elas "A Última Ceia" (da Vinci) e a Capela Sistina e as esculturas "Pietà" e "Davi" (Michelangelo). Um dos destaques é uma réplica em tamanho real do "Davi", uma das mais importantes obras do Renascimento. Também fazem parte da mostra as invenções de da Vinci: modelos construídos a partir dos desenhos originais de pontes, máquinas de guerra e outras invenções. Ainda há uma representação da "Mona Lisa" de da Vinci. Duas telas touch screen permitem que o visitante veja detalhes da pintura. A exposição oferece mediadores bilíngues em inglês, espanhol e libras e áudio descrição (de 30/01/16, das 10h às 19h, a 03/04/16).
  • Com área total de 961m², o novo espaço integra o Complexo Cultural Porto Seguro, que abriga, em um mesmo quarteirão, o Teatro Porto Seguro, o restaurante e o café Gemma, além de obras de arte instaladas no entorno da sede da empresa. A direção executiva é da artista visual Ângela Barbour. O Espaço Cultural Porto Seguro, além de exposições, também vai abrigar ateliês, cursos, workshops, simpósios, editais, feiras e festivais, entre outras atrações.
  • Campos Elíseos: alameda Barão de Piracicaba, 610, tel. (11) 3226-7361. Ter. a sáb., 10h/19h; dom., 10h/17h. Estacionamento pago no local. Vans gratuitas fazem o transporte de ida e volta da Estação da Luz (na saída Praça da Luz; Rua José Paulino) às dependências do espaço cultural. www.espacoculturalportoseguro.com.br

GALPÃO VB

  • Na exposição Acervo Videobrasil em Contexto #1, Cláudio Bueno (Brasil) e Mahmoud Khaled (Egito) apresentam o resultado da primeira edição do projeto de residências artísticas "Videobrasil em Contexto", que propôs a criação de obras inéditas a partir da imersão no Acervo Videobrasil. Além da produção de Bueno e Khaled, integram a mostra as obras que foram objetos de pesquisa e referências conceituais para os projetos deles, como vídeos de Akram Zaatari, Ana Gastelois & Eder Santos, Chelpa Ferro, Coco Fusco, Detanico Lain, Estúdio Bijari, Lucas Bambozzi, Luiz Duva, Paula Garcia, Sebastian Diaz Morales e Wagner Morales. Em 05/03/15, das 11h às 17h, ocorre uma conversa com os artistas, além de programação especial em parceria com a plataforma cultural Lanchonete.org (exposição de 20/02/16, às 11h, a 19/03/16).
  • Vila Leopoldina: av. Imperatriz Leopoldina, 1.150, tel. (11) 3645-0516. Seg., qua., qui. e sex., 13h/19h; ter., 14h/21h. www.videobrasil.org.br

GARE CULTURAL | ABRA - ACADEMIA BRASILEIRA DE ARTE - Vila Mariana

  • Em “Caminhos”, Cris Basile apresenta sua produção recente de pintura que dialoga com o sagrado, lugares de culto e adoração (até 23/01/16).
  • Vila Mariana: r. Áurea, 198, tels. (11) 3564-2695 / 2696. Seg. a qui., 9h/21h; sex., 9h/19h; sáb., 9h/14h. www.abra.com.br/vilamariana

IAC (INSTITUTO DE ARTE CONTEMPORÂNEA)

  • Waltercio Caldas exibe na exposição “Ateliê Transparente” um conjunto de obras, entre pequenos objetos, maquetes, desenhos, desenhos futuros, projetos de esculturas, além de works in progress. Inclui também uma seleção de cadernos de projetos e anotações pessoais (de 14/11/15, às 11h, a 13/02/16).
  • Vila Mariana: r. Dr. Álvaro Alvim, 90, 1º andar, tel. (11) 3255-2009. Seg. a sex., 10h/18h; sáb., 10h/16h. www.iacbrasil.org.br

INSTITUTO MOREIRA SALLES

  • A exposição “Do Arquivo de um Correspondente Estrangeiro – Fotografias de Luciano Carneiro” apresenta um conjunto de 150 imagens feitas pelo fotojornalista cearense Luciano Carneiro (1926 - 1959), feitas entre final da década de 1940 e da década de 1950, período em que trabalhou na revista O Cruzeiro. Além das fotografias originais, serão exibidos materiais de época, como revistas e recortes de matérias. Na abertura, às 17h, ocorre uma visita guiada com os curadores Sergio Burgi e Joanna Balabram (de 20/02/16 a 19/06/16).
  • Higienópolis: r. Piauí, 844, tel. (11) 3825-2560. Ter. a sex., 13h/19h; sáb. e dom., 13h/18h. www.ims.com.br

INSTITUTO TOMIE OHTAKE

  • A coletiva A Arte e a Ciência: Nós Entre os Extremos, com curadoria de Paulo Miyada, traça um paralelo de conceitos dos campos da ciência e a sua expansão por meio da arte, em um plano mais abstrato em relação ao espectador. Com 35 obras de 16 artistas, a exposição reúne trabalhos de Marcius Galan, Milton Machado, Marcelo Moscheta, Amélia Toledo, Daniel de Paula, On Kawara, Pontogor, Artur Lescher, Franz Weissman, entre outros. Inclui vídeos de entrevistas com os cientistas Fernando Reinach e Jorge Vieira (de 25/11/15, às 20h, a 14/02/16).
  • O Programa Arte Atual convida os artistas Ana Elisa Egreja, Cabelo e Julia Kater para apresentar a série Arte Atual 2016 - Da Banalidade vol. 1. São expostas pinturas, serigrafias, instalações e vídeos, que associam a frivolidade, a futilidade, o mau gosto, a tolice, numa tentativa inicial de refletir sobre a muitas formas da banalidade das coisas. Curadoria de Paulo Miyada e Julia Lima (de 03/02/16, às 20h, a 03/03/16).

ITAÚ CULTURAL

  • A 28ª edição do programa Ocupação Itaú Cultural se dedica ao artista de cinema e de teatro Luiz Sergio Person (1936-1976), diretor de filmes clássicos, como "São Paulo Sociedade Anônima" (1965) e "O Caso dos Irmãos Naves" (1967) (de 20/02/16, às 11h, a 03/04/16).
  • Uma montagem inédita da mostra Filmes e Vídeos de Artistas na Coleção Itaú Cultural ocupa três andares do instituto, apresentando a produção pioneira de audiovisual no país, em suportes VHS, Super 8, 16 mm e portapack, entre os anos 1970 e 1980, ao lado de obras de contemporâneos. Recortes variados da coleção já foram vistos em Curitiba, Brasília, Recife, Belo Horizonte, Belém e Porto Alegre. Agora, em São Paulo, é exibida quase toda a coleção. São apresentadas 19 obras do gênero, de artistas como Anna Bella Geiger, Cao Guimarães, Eder Santos, Gisela Motta e Leandro Lima, Letícia Parente, Nelson Leirner, Regina Silveira, Rubens Gerchman, Sara Ramo, Letícia Ramos, Rafael França e Paulo Bruscky. Curadoria de Roberto Moreira S. Cruz (de 16/03/16, às 20h, a 22/05/16).
  • Ocupação Grupo Corpo traça a trajetória de 40 anos da companhia de dança fundada em Belo Horizonte e com coreografias de Rodrigo Pederneiras (dezembro a 17/01/16).
  • O espaço, que sempre realiza exposições de arte, conta também com uma midiateca voltada à arte e cultura brasileiras e composta por biblioteca (fechada para reformas), videoteca, hemeroteca e cedeteca, reunindo um acervo de 40 mil títulos. Visitação: ter. a sex., 12h/20h; sáb., 10h/19h. Já a Itaú Numismática reúne mais de 2 mil objetos expostos, entre moedas portuguesas e brasileiras, medalhas e condecorações. Visitação: ter. a qui., 10h/17h; qua., 11h/21h; sex. e sáb., 10h/19h.
  • Cinco séculos de arte brasileira estão reunidos em dois andares da instituição, o Espaço Olavo Setubal – Coleção Brasiliana Itaú exibe permanente parte das coleções Brasiliana Itaú e Itaú Numismática do banqueiro e ex-prefeito de São Paulo. São obras fundamentais que percorrem desde o descobrimento até o final do século XX. 1300 itens, entre pinturas, gravuras, documentos históricos, livros, incluindo trabalhos de inestimável valor histórico. O espaço abriga também a coleção de numismática da instituição, que traça um amplo panorama das moedas cunhadas e que tiveram circulação pelo país, entre outras curiosidades (a partir de 13/12/14, às 11h).
  • Cerqueira César: av. Paulista, 149, estação Brigadeiro do Metrô, tels. (11) 2168-1700 / 1777. Ter. a sex., 9h/20h; sáb. e dom., 11h/20h. http://novo.itaucultural.org.br

MAB (MUSEU DE ARTE BRASILEIRA) | FAAP | CENTRO

  • O espaço fica no Edifício Lutetia, de propriedade da FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado). É um projeto de Ramos de Azevedo (1851-1928) inaugurado na década de 1920. A construção faz parte de um conjunto de três prédios independentes com uma fachada única, tendo oito pavimentos, mais o térreo e o subsolo, em um terreno de 256 m². Além disso, o edifício possui oito lofts que hospedam artistas brasileiros e estrangeiros, estudantes de artes plásticas, em projetos de intercâmbio cultural.
  • Centro: Praça do Patriarca, 78, Edifício Lutetia, tel. (11) 3101-1776. Ter. a sáb., 10h/18h. www.faap.br/museu

MAB-FAAP (MUSEU DE ARTE BRASILEIRA DA FUNDAÇÃO ARMANDO ALVARES PENTEADO)

  • O MAB-Faap, inaugurado em 1960, mantém em acervo obras de artistas modernistas como Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Víctor Brecheret, Cândido Portinari, Di Cavalcanti, Lasar Segall, Ernesto De Fiori, Guignard, Cícero Dias e Alfredo Volpi; e de artistas de períodos posteriores como Tomie Ohtake, Evandro Carlos Jardim, Arcângelo Ianelli, Franz Weissmann, Amílcar de Castro e Nicolas Vlavianos; além de trabalhos de artistas da arte brasileira atual, como Sandra Cinto, Albano Afonso e Cláudio Mubarac.
  • Higienópolis: r. Alagoas, 903, tel. (11) 3662-7198. Ter. a sex., 10h/20h; sáb. e dom., 13h/17h. www.faap.br/museu

METRÔ | ESTAÇÃO ADOLFO PINHEIRO

  • Exposição de longa duração O Bonde em Santo Amaro.
  • Santo Amaro: av. Adolfo Pinheiro, 300.

METRÔ | ESTAÇÃO ALTO DO IPIRANGA

  • O fotógrafo Ordí Calder apresenta “Grafias de Luz, Fatos Gráficos”, mostra em que explora o diálogo entre luz e arquitetura (de 10 a 29/02/16).
  • Exposição de longa duração O Metrô e Seus Bairros - Ipiranga: o Bairro do Grito.

METRÔ | ESTAÇÃO CLÍNICAS

  • A exposição Respira - Árvores Paulistanas é uma reflexão sobre o verde da cidade. São trabalhos de 57 fotógrafos profissionais e amadores (de 01 a 29/02/16).

METRÔ | ESTAÇÃO CORINTHIANS-ITAQUERA

  • A mostra São Paulo de Todos os Carnavais reúne fotos atuais da cidade, dos mais diversos bairros, dos arquivos da São Paulo Turismo, além de fotografias antigas (de 10 a 29/02/16).
  • Produzido por Cinemagia, a estação abriga a mostra do Projeto Encontros – Memorial do Corinthians (mostra de longa duração).

METRÔ | ESTAÇÃO DA LUZ

  • O Patrimônio Arqueológico na Região Metropolitana de São Paulo é mostra produzida a partir de uma parceria entre o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), a Sabesp e a Fundação Energia e Saneamento. São exibidos exemplos do diversificado patrimônio arqueológico da Região Metropolitana de São Paulo e, em especial, da região norte paulistana, com destaque para os bens arqueológicos encontrados em decorrência de obras urbanas (de 10 a 29/02/16).

METRÔ | ESTAÇÃO JARDIM SÃO PAULO

  • Suely Cauduro realiza a exposição “Repetição” (de 10 a 29/02/16).

METRÔ | ESTAÇÃO LARGO TREZE

  • Exposição de longa duração O Metrô e Seus Bairros – Santo Amaro.

METRÔ | ESTAÇÃO LIBERDADE

  • Vitrine de Ikebana (mostra de longa duração).

METRÔ | ESTAÇÃO MARECHAL DEODORO

  • Exposição apresenta o figurino usado na ópera Édipo Rei, de Igor Stravinsky, encenada no Theatro São Pedro em novembro de 2015. Figurino assinado por Cássio Brasil (de 10 a 29/02/16).

METRÔ | ESTAÇÃO REPÚBLICA

  • Raízes do Ouro Verde apresenta fotos em preto-e-branco, tendo como temas o café, maquinários, ambientes e pessoas relacionadas à produção (de 10 a 29/02/16).
  • Exposição fotográfica sobre a região central da cidade de São Paulo apresenta um registro realizado no percurso cultural Caminhada Noturna (de 10 a 29/02/16).
  • O Museu da Diversidade Sexual apresenta Darcy Penteado, o Observador do Humano, com 30 painéis de figuras humanas em tamanho natural representando os personagens que o artista Darcy Penteado (1926-1987) retratou ao longo da vida. Curadoria de Celso Curi (de 01 a 29/02/16).

METRÔ | ESTAÇÃO SANTA CRUZ

  • Exposição do argentino Facundo de Zuviría apresenta fotos da série "Siesta Argentina", de clima melancólico, sobre a crise econômica na Argentina em 2001. A série completa, com 36 imagens, pode ser vista até 07/03/16 no Museu Lasar Segall (exposição na estação de 10 a 29/02/16).

METRÔ | ESTAÇÃO SANTANA

  • A exposição Music on the Wall apresenta músicos que embalaram gerações (de 10 a 29/02/16).

METRÔ | ESTAÇÃO SÃO BENTO

  • Andreza Domingues apresenta a intervenção "Esqueci o Ferro Ligado", uma reflexão sobre o nosso cotidiano (de 10 a 29/02/16).

METRÔ | ESTAÇÃO SÉ

  • A mostra fotográfica “A Paisagem e a Vida no Continente Gelado”, do biólogo Gabriel Monteiro, apresenta a natureza da região Antártica (de 10 a 29/02/16).
  • De forma lúdica e interativa, a exposição Luzes da Cidade apresenta fatos que marcaram a evolução na produção, distribuição e consumo de energia elétrica e seu impacto nas cidades (de 10 a 29/02/16).

METRÔ | ESTAÇÃO TATUAPÉ

  • Na exposição “Somos Todos Imigrantes”, o fotógrafo Chico Max apresenta haitianos, árabes, africanos e bolivianos que escolheram a cidade como nova morada. São 19 imagens (de 10 a 29/02/16).

METRÔ | ESTAÇÃO TIRADENTES

  • A estação recebe obras do acervo do Museu de Arte Sacra e passa a ter uma sala fixa de exposições, a Sala Metrô Tiradentes, com uma área de 150m² no mezanino destinada exclusivamente para mostras de arte sacra. A estreia do novo espaço é com a mostra Em Busca do Presépio Universal, de longa duração, com cerca de 30 conjuntos de diversas nacionalidades e integrantes da Coleção de Presépios do MAS, com curadoria de Maria Inês Lopes Coutinho. Destaque para o Presépio Napolitano, confeccionado entre os séculos 18 e 20 com barro cozido e policromado, madeira, tecido, liga metálica e gesso. Dentre os conjuntos também está “La Nascita de la Esperanza”, obra de Ulderico Pinfildi, uma das maiores autoridades do mundo em presépios. A sala fica na área paga da estação (A partir de 01/12/15. Mostra de longa duração. Qua. a sex., 9h/17h; sáb. e dom., 10h/18h).

METRÔ | ESTAÇÃO TRIANON-MASP

  • Exposição reúne imagens históricas pertencentes ao Centro de Documentação do Masp. São documentos produzidos durante as atividades do museu, como imagens de exposições e eventos realizados ou relacionados à instituição (de 01 a 29/02/16).

MuBA | MUSEU BELAS ARTES DE SÃO PAULO

  • Rota reúne criações de ex-alunos da escola de Artes Visuais da instituição,como Alan Piter, Estúdio Cipó, Gabriel Valdivieso, Estúdio Dlux, Felipe Protti, Gustavo Ferro, Estúdio BRA, Fernanda Spilborghs e Luiz Escañuela (de 10/12/15 à 20/02/16).
  • O museu do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo mantém em acervo desenhos, pinturas e esculturas de artistas como Alfredo Oliani, Tulio Mugnaini, Lopes de Leão, Raphael Galvez, Colette Pujol, Julio Guerra e outros.
  • A instituição passa a abrigar as exposições e atividades de pesquisa do IAC (Instituto de Arte Contemporânea), depois de ter sido desalojado em 2011 de prédio da USP no Centro da cidade.
  • Vila Mariana: r. Dr. Álvaro Alvim, 76, Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, tel. (11) 5576-7300. Seg. a sex., 10h/20h; sáb. 10h/16h. www.belasartes.br | www.muba.com.br

PANAMERICANA ESCOLA DE ARTE E DESIGN | AV. ANGÉLICA

  • O espaço apresenta a exposição Coletiva Novos Talentos, que reúne pinturas em madeira e acrílico e impressões em Fine Art produzidos por alunos do curso de Artes Plásticas. Curadoria de Claudio Tozzi (de 22/12/16 a 31/01/16).

PANAMERICANA ESCOLA DE ARTE E DESIGN | R. GROENLÂNDIA

  • À procura de um Centro é exposição composta por trabalhos de 50 alunos do curso de fotografia da Escola. Curadoria de Rosely Nakagawa (de 22/12/16 a 31/01/16).

RED BULL STATION


  • O espaço está instalado em um edifício dos anos 1920, tombado desde 2002 pelo Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo) e conta com ateliês individuais, estúdios coletivos e espaço expositivo.

SALA DE ARTE SANTANDER

  • A exposição Quando Eu Piso Em Folhas Secas, com curadoria de Agnaldo Farias, reúne obras de Andrey Zignnatto, Agostinho Batista de Freitas, André Tourinho, Anésia, Cao Guimarães, Chico da Silva, Eduardo Climashauska, Gustavo Moura e Nuno Ramos, Emmanuel Nassar, Gilvan Samico, O Grivo, Henrique Oliveira, Ivan Moraes, J. Cunha, Leda Catunda, Luiz Zerbini, Madeleine Colaço, Manezinho Araújo, Marcelo Silveira, Messias de Mello, Mestre Vitalino, Ranchinho, Solange Pessoa (de 30/10/15 a 26/02/16).
  • Vila Olímpia: av. Juscelino Kubitschek, 2.235, tel. (11) 2196-3750. Seg. a sex., 09h/18h.

SESC BELENZINHO

  • A exposição AquiAfrica revela a África contemporânea por meio do olhar de seus artistas que, através de pintura, foto, desenho, escultura, vídeo e instalação, discutem temas como a imigração, racismo, ecologia, consumismo, as tradições culturais e os sistemas de poder em seu continente. A seleção traz trabalhos de 13 artistas, de 11 países africanos, como o senegalês Omar Ba e o camaronense Barthélémy Toguo, que vêm ao Brasil para criar uma grande instalação. Participam também bderrahmane Sissako, Chéri Samba, Edson Chagas Frédéric Bruly Bouabré, Idrissa Ouedraogo, J.D.’Okhai Ojeikere, Kudzanai Chiurai, Leonce Raphael Agbodjelou, Rigobert Nimi, Romuald Hazoumé e Samuel Kané Kwei. Curadoria de Adelina von Fürstenberg. No aniversário da cidades de São Paulo (25/1), a unidade estará aberta das 09h às 20h e a exposição poderá ser visitada das 11h às 19h; 26/1 estará fechado (de 18/11/15, às 20h, a 28/02/16).
  • Belenzinho: r. Padre Adelino, 1.000, próximo à estação Belém do Metrô, tel. (11) 2076-9700. Ter. a sáb., 10h/21h; dom., 10h/19h. www.sescsp.org.br

SESC BOM RETIRO

  • Na nova sede no Bom Retiro estão obras do Acervo Sesc de Arte Brasileira. Há trabalhos de Cássio Vasconcelos, Eduardo Coimbra, Rodrigo Andrade, Rubens Gerchman e outros.
  • Bom Retiro: al. Nothmann, 185, tel. (11) 3332-3600. Ter. a sex., 9h/20h30; sáb. 10h/17h30; dom., 10h/17h30. www.sescsp.org.br

SESC INTERLAGOS

  • A mostra Acervo Sesc de Arte Brasileira traz obras de Denise Millan, Nicolas Vlavianos, João Câmara, Tide Hellmeister, Silvio Dworecki e outros. “Sonhos Gregos” conta com pinturas de John Graz (1891-1980). O projeto artístico e cenográfico “Canto das Artes” foca as atenções para a pintura “Nu”, de Carlos Leão. Eduardo Ver exibe xilogravura (mostras de longa duração).
  • Interlagos: av. Manuel Alves Soares, 1.100, tels. (11) 5662-9500 / 9521. Qua. a dom., 9h/17h. www.sescsp.org.br

SESC IPIRANGA

  • A Pele e a Espessura do Desenho propõe um diálogo através do desenho de um grupo de artistas que possuem em comum um traço intimista e relacional, de acúmulo na representação gráfica como uma partícula ou célula. Participam os artistas Nazareno, Paulo Climachauska, Renato Leal, a francesa Amélie Bouvier e a portuguesa Sofia Pidwell. Curadoria da também portuguesa Maria de Fátima Lambert (de 16/02/16, às 19h, a 15/05/16).
  • Ipiranga: r. Bom Pastor, 822, tel. (11) 3340-2000. Ter. a sex., 7h30/21h30; sáb., 10h/21h30; dom., 10h/17h30. www.sescsp.org.br

SESC SANTANA

  • As paredes do foyer de entrada do teatro da unidade recebem a intervenção “Zoociedade”, de Leila Monsegur, argentina radicada em São Paulo. O trabalho é resultado de pesquisa da artista a partir de um jogo de palavras e da interação entre artes visuais e música. São representações de seres antropomorfos e zoomorfos. O público pode acompanhar a criação da obra de 10 a 20/11/15 (exposição de 21/11/15 a 21/02/16; ter. a sáb., 10h/20h, dom., 10h/17h).
  • Santana: av. Luiz Dumont Villares, 579, tel. (11) 2971-8700. Ter. a sex., 13h/21h; sáb. e dom., 10h/18h. www.sescsp.org.br

SESC SANTO AMARO

  • A mostra permanente Acervo SESC de Arte Brasileira ocorre em todas as unidades SESC da capital e do interior. No SESC Santo Amaro podem ser vistas obras de Luis Hermano, José Patrício, Efrain Almeida, Amélia Toledo, João Câmara e Alex Cerveny, entre outros.
  • Santo Amaro: r. Amador Bueno, 505 - Santo Amaro, tel: (11) 5541-4000. Ter. a sex., 10h/21h; sáb. e dom., 11h/18h. www.sescsp.org.br

SESC VILA MARIANA

  • A fotógrafa Claudia Jaguaribe apresenta imagens da série, “O Muro”, em painel gigante (57m x 7,5m), ocupando a fachada da unidade (até março de 2016).
  • Vila Mariana: r. Pelotas, 141, tels. (11) 5080-3000 e 0800-11-8220. Ter. a sex., 7h/21h; sáb. e dom., 10h/18h30. www.sescsp.org.br