destaques
conteúdo
publicidade

A CASA MUSEU DO OBJETO BRASILEIRO (nova sede)

  • A exposição Cerâmicas do Brasil – Edição 2015 reúne em pé de igualdade criações de indígenas, artistas e designers populares e artistas e designers eruditos. Da cerâmica indígena foram selecionados os Paiter - Suruí, de Rondônia, e os Wauja/ Mehinako, do Parque Nacional do Xingu, Mato Grosso, os últimos presentes com obras de Yamony Mehinako e Uleyalu Mehinako. Entre os populares, as paneleiras de Goiabeiras, de Vitória, Espírito Santo, e Irinéia Rosa Nunes da Silva, de União dos Palmares, Alagoas. Sara Carone, de São Paulo; Inês Antonini, de Minas Gerais, Heloísa Galvão, nascida no Espírito Santo e radicada em São Paulo; e Brunno Jahara, do Rio de Janeiro, completam a seleção. Curadoria de Adélia Borges. Nos dias 12/08 (18h), 16/09 (19h) e 14/10 (19h) ocorrem debates com especialistas convidados (de 12/08/15, às 18h, a 18/10/15).
  • Pinheiros: Avenida Pedroso de Morais, 1.216, tel. (11) 3814-9711. Ter., a sex., 10h/19h; sáb., e dom., 10h/18h. www.acasa.org.br | acasa@acasa.org.br

ALIANÇA FRANCESA JARDINS | GALERIA IMAGO

  • Em “Imagine France – A Viagem Fantástica”, a artista Maia Flore apresenta série de fotografias que propõem um olhar novo, poético e peculiar sobre castelos, museus, igrejas, grutas, parques e monumentos franceses, que a cada ano atraem milhares de visitantes internacionais para o país para conhecer sua enorme riqueza e diversidade cultural (de 18/06/15 a 31/08/15).
  • Cerqueira César: Alameda Ministro Rocha de Azevedo, 419. Seg. a sex., 9h/12h.

APBA | ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE BELAS ARTES

  • Mostra reúne trabalhos selecionados do Salão da Figura Humana (de 01/08/15, às 15h, a 19/08/15).
  • João Alves apresenta série de obras recentes (de 22/08/15, às 15h, a 03/09/15).
  • Salão da Primavera exibe os trabalhos selecionados. As inscrições ocorrem entre 26/8 e 09/09 (de 12/09/15, às 15h, a 23/09/15).
  • Leilão Beneficente e Arte (de Parede). Entrega dos trabalhos entre 14/9 e 23/9 (de 25/09/15, às 10h, a 14/10/15).
  • Centro: r. Conselheiro Crispiniano, 53, 13º andar, estação Anhangabaú do Metrô, tel. (11) 3105-1660. Seg. a sex., 9h/17h. www.apba.com.br

ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA

  • A Sala Modernista exibe mostra permanente com mais de 60 obras, datadas entre o período de 1930 a 2009, de Alex Flemming, Aldemir Martins, Aldo Bonadei, Anita Malfatti, Caciporé Torres, Claudio Tozzi, Di Cavalcanti, Maria Bonomi, Tarsila do Amaral, Alfredo Volpi, José Pancetti, Lasar Segall, Flávio de Carvalho, José Antonio da Silva, Cândido Portinari e outros.
  • Bela Vista: av. Brigadeiro Luiz Antonio, 278, 8º andar, tel. (11) 3188-4304. Seg. a sex., 9h/19h. www.apm.org.br

CAIXA CULTURAL | PRAÇA DA SÉ

  • A mostra “Assim Vivíamos” apresenta um conjunto de 65 imagens em preto e branco, feitas por um dos maiores fotógrafos vivos da antiga União Soviética, Vladimir Lagrange. As fotos expostas retratam aspectos do cotidiano urbano e rural da antiga URSS, desprovida de estéticas ideológicas que constitui um testemunho sensível e com humor inteligente sobre esse importante período marcado pela forte censura. Curadoria de Luiz Gustavo Carvalho. Na abertura, às 11h, ocorre uma visita guiada com o fotógrafo e o curador (de 25/07/15, às 11h, a 20/09/15).
  • Precursor da fotografia homoerótica no Brasil, Alair Gomes (1921-1992) ganha exposição inédita com exibição de suas séries mais famosas. Intitulada “Alair Gomes: Percursos”, a mostra com curadoria de Eder Chiodetto, reúne 293 ampliações de pequenos formatos das séries “Sonatinas, Four Feet”, “Symphony of Erotic Icons”, “The Course of the Sun”, “Beach Triptychs”, “A New Sentimental Journey”, além de séries inéditas de fotografias de atletas do surf, futebol, canoagem e natação no Rio de Janeiro e a série que realizou na Praça da República em 1969, no auge do movimento hippie na cidade de São Paulo (de 25/07/15, às 11h, a 04/10/15).
  • A exposição Patrimônio Imaterial Brasileiro – A Celebração Viva da Cultura dos Povos exibe recortes de 37 patrimônios de Norte a Sul do país, divididos em quatro categorias registradas pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional): Saberes, Lugares, Celebrações e Formas de Expressão. São bens culturais como a dança fandango caiçara (São Paulo), o modo artesanal de fazer queijo (Minas Gerais), a festa do Divino Espírito Santo (Goiás) e a bebida cajuína (Piauí). Na abertura do evento, 25/07/15, às 10h, ocorre uma apresentação da Escola de Capoeira Angola Cruzeiro do Sul (exposição de 25/07/15, às 11h, a 04/10/15).
  • O Museu da Caixa, no sexto andar do edifício, conta a história do prédio, da Caixa, das loterias e de boa parte da economia brasileira. São fotos, mobiliário e equipamentos de agências bancárias desde a década de 1930, além de uma coleção de cédulas e moedas brasileiras.

CENTRO BRASILEIRO BRITÂNICO

  • A 2ª edição da Compartiarte - Compartilhar Arte é uma exposição de arte contemporânea que tem como objetivo apresentar trabalhos de novos talentos. Idealizada por Angela Akagawa, Cleusa Garfinkel, Ligia Domingues e Roseli Boms, tem colaboração de um grupo de voluntários, como Agnaldo Farias, que faz a consultoria de arte. A mostra tem caráter beneficente, com apoio nesta edição à ACTC (Casa do Coração) e à Share. Além da exposição, estão na programação visitas monitoradas para crianças e jovens estudantes e palestras (de 23 a 26/09/15).
  • O CBB, inaugurado em 2000, foi idealizado pela Cultura Inglesa com o objetivo de reunir atividades relacionadas a cultura, educação, lazer e comércio entre Brasil e Reino Unido. O complexo foi projetado por Botti Rubin e conta com galerias de arte, biblioteca, restaurante, sala de espetáculos e salas de reuniões de algumas instituições, entre elas o Consulado Geral Britânico e a BBC.
  • Pinheiros: r. Ferreira de Araújo, 741, tel. (11) 3035-0500. Seg. a sex., 10h/19h; sáb. e dom., 10h/16h. www.cbb.org.br

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

  • A exposição “Kandinsky: Tudo Começa num Ponto” narra a trajetória do precursor do abstracionismo, o pintor, pensador e escritor Wassily Kandinsky, que é apresentada em em cinco núcleos e cerca de uma centena de obras e objetos de Kandinsky, seus contemporâneos e suas influências. Esse acervo diverso tem como base a coleção do Museu Estatal Russo de São Petersburgo, enriquecido com obras de mais sete museus da Rússia e coleções procedentes da Alemanha, Áustria, Inglaterra e França. Após ser exibida em São Paulo, a mostra segue para Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo (de 08/07/15 a 28/09/15).

CORREIOS

  • Arnaldo Antunes realiza a exposição “Palavra em Movimento”, que reúne caligrafias, colagens, instalações, objetos poéticos, adesivos, cartazes, áudios e vídeos produzidos em três décadas pelo artista. Curadoria de Daniel Rangel (de 11/07/15, às 11h, a 30/08/15).
  • A mostra “Macanudismo” apresenta retrospectiva da obra do maior do cartunista argentino Liniers, com cerca de 500 tiras, entre as mais de 4000 publicadas, além de contos gráficos, capas de livros e pinturas. Inclui também dois trabalhos inéditos: uma entrevista ilustrada com o ator Ricardo Darín e duas sequências do livro “Los sábados son como un globo rojo”. Na abertura, às 11h, ocorre uma pintura ao vivo de Linierns e música de Cheba Massolo; e às 14h o lançamento do livro “Macanudo#8” em português com sessão de autógrafos (de 04/07/15, a partir das 11h, a 01/09/15).
  • Centro: av. São João, s/nº, Vale do Anhangabaú, tel. (11) 3227-9461. Ter. a dom., 11h/17h. www.correios.com.br

ESPACIO URUGUAY | BANCO DE LA REPUBLICA ORIENTAL DEL URUGUAY

  • Em Pinturas de Capucine Picicaroli são exibidas diversas pinturas da artista paranaense radicada em Cuiabá (de 05/08/15 a 04/09/15).
  • Primeiro Espacio Uruguay construído no exterior, na sede do Banco de la República Oriental del Uruguay, foi inaugurado em 2011, pelo ex-presidente uruguaio José Mujica. O espaço mantém um calendário anual com manifestações artísticas da cultura de países com os quais o Uruguai mantém relações.
  • O Plural na Arte apresenta obras dos artistas uruguaios Adriana Silva y Rosas, Diego Kröger, Elena Rivero, Graciela Marrero, Marcelo Martiarena, Margarita Gamba, Mariana Ferraro, Roberto Giannecchini e Roque Villamil (até 10/07/15).

ESPAÇO DE CULTURA BELA VISTA

  • O espaço recebe a ocupação e exposição “De Perto Ninguém É Normal”, série de desenhos de observação de Ana Teixeira, que monta um ateliê no local para realizar desenhos de moradores do Bixiga. Esse processo resulta em retratos individuais de alguns deles. A pesquisa da artista envolve a observação das características tanto externas (físicas) quanto internas (culturais) dos participantes. Os retratos mesclam partes das pessoas com partes de outros seres vivos ou de objetos inanimados, resultando em uma síntese “artepológica”, termo criado por Ana para denominar esse estudo dos aspectos físicos e culturais. Cada participante recebe, posteriormente, uma foto de seu retrato. A artista realiza, ainda, três encontros com grupos interessados: “Arte Contemporânea: Introdução a uma História Sem Fim”, em 20/08/15, das 19h às 22h; “A Artista e sua Trajetória”, em 21/08/15, das 19h às 21h; e “De Perto Ninguém é Normal”, um percurso pelo bairro com uma visita à moradia de um dos personagens desenhados para a exposição, em 22/08/15, das 10h às 13h. Ateliê: de 24/06/15 a 12/07/15. Exposição: até 28/09/15. Mais informações: tels. (11) 98259-2907 e 94194-1182.
  • Bela Vista: r. Conselheiro Carrão, 374. Qua. a dom., 13h/19h. www.ecbv.art.br

ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA

  • A mostra internacional Olho - Video Art Cinema explora as possibilidades oferecidas pelo cinema como espaço para a videoarte, com curadoria de Alessandra Bergamaschi e Vanina Saracino, criadoras do coletivo cultural Olho. São exibidos títulos de período entre 2000 e 2014 com produção dos autores Adrian Paci (Albânia), Enrique Ramirez (Suíça), Guido van der Werve (Holanda), Jesper Just (França), Laurent Grasso (França), Mario Garcia Torres (Montenegro), Pietro Fortuna (Itália), Reynold Reynolds (Alemanha/Estados Unidos), Tamar Guimarães (Brasil) e Salla Tykkä (Finlânidia) Os vídeos são exibidos nas sessões das 18h/20h/22h e 24h (de 18/08/15 a 20/08/15).

GALERIA DE ARTE DO SESI

  • A 16ª edição do FILE – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, mais importante evento de linguagens eletrônicas da América Latina, reúne 330 trabalhos de arte eletrônica (instalações, jogos, videoarte, animações e imersão estética com óculos 3D) de todo o mundo. O tema deste ano é “The New e-Motion”: o movimento (motion) associado ao eletrônico (e-). Todos os eventos são gratuitos. A organização é de Paula Perissinotto e Ricardo Barreto. A exposição ocupa dois espaços do Centro Cultural Fiesp (Galeria de Arte do Sesi e Galeria de Arte Digital Sesi, na fachada do prédio do Sesi-SP / Fiesp), além da calçada do outro lado da avenida Paulista, em frente ao edifício, e os acessos às estações Trianon-Masp e Consolação do Metrô. Durante a primeira semana do evento, são realizados 11 workshops com profissionais das áreas de animação, música, videomapping e hardware. O FILE de 2015 tem, além da exposição, atividades que traduzem a dimensão e diversidade da confluência entre artes visuais e tecnologia: FILE Anima+2015, FILE LED Show, FILE Games, GIF, WebGL e o FILE Videoarte (de 15/06/15, às 19h30, para convidados, a 16/08/15; diariamente, 10h/20h).
  • Em sua 3ª edição, o FILE LED Show apresenta trabalhos selecionados de artistas representativos das novas tendências na arte digital (até 19/07/15).
  • Cerqueira César: av. Paulista, 1.313, estação Trianon-Masp do Metrô, tels. (11) 3146-7405 / 7406. Seg., 11h/20h; ter. a sáb., 10h/20h; dom., 10h/19h. www.sesisp.org.br/centrocultural

GARE CULTURAL | ABRA - ACADEMIA BRASILEIRA DE ARTE - Vila Mariana

  • Em “Um Livro e suas Estórias”, os artistas Luiz Perez Lentini e Sandro Casarini apresentam ilustrações e o processo de construção do livro infantil “Petty e seus Amigos”, com textos de Fabiana Gradela Cesarini (de 15/08/15 a 19/09/15).
  • Vila Mariana: r. Áurea, 198, tels. (11) 3564-2695 / 2696. Seg. a qui., 9h/21h; sex., 9h/19h; sáb., 9h/14h. www.abra.com.br/vilamariana

IAC (INSTITUTO DE ARTE CONTEMPORÂNEA)

  • Judith Lauand: os Anos 50 e a Construção da Geometria apresenta por meio de estudos, desenhos, guaches, colagens, xilogravuras, tapeçarias e pinturas, além de fotografias, catálogos e documentação, a produção da artista entre 1950 e 1959, dando ênfase à sua passagem da figuração para a abstração expressionista e, em seguida, para o concretismo. Curadoria de Celso Fioravante (de 14/05/15, das 19h às 21h, a 03/10/15).
  • Vila Mariana: r. Dr. Álvaro Alvim, 90, 1º andar, tel. (11) 3255-2009. Seg. a sex., 10h/18h; sáb., 10h/16h. www.iacbrasil.org.br

INSTITUTO CULTURAL CAIO SANTOS

  • Nem Tudo Acaba em Pizza! apresenta intervenções feitas em tampas de caixa de Pizza, inspirados em Aldemir Martins (a partir de 09/07/15).

INSTITUTO ITALIANO DI CULTURA

  • A Mostra Biganti reúne cerca de 200 obras assinadas por membros da família Biganti: Edmondo Biganti (1918-2000), seu irmão Alberto Biganti (1919-2000) e a filha Paola Biganti. De Edmondo são expostas pinturas em aquarela de paisagens italianas e brasileiras, além das famosas charges políticas, que retratam períodos importantes da História, como a chegada do homem à Lua, a Guerra Fria e o escândalo de Watergate, dos 28 anos de trabalho no jornal "O Estado de São Paulo" (de 23/07/15, das 19h30 às 21h30, a 21/08/15).

INSTITUTO MOREIRA SALLES

  • Em “Imagem sobre Imagem”, exposição do fotógrafo americano David Drew Zingg (1923-2000), são exibidas 70 imagens integrantes do acervo do fotógrafo, depositado no instituto desde 2012. A curadoria é de Tiago Mesquita (de 14/04/15, às 19h, a 09/08/15).
  • Higienópolis: r. Piauí, 844, tel. (11) 3825-2560. Ter. a sex., 13h/19h; sáb. e dom., 13h/18h. www.ims.com.br

INSTITUTO TOMIE OHTAKE

  • A exposição A Música Canta República apresenta uma ampla e inédita pesquisa desenvolvida por Franklin Martins sobre a produção musical brasileira, entre 80 temas e cerca de 110 canções inspiradas em personagens icônicos e grandes episódios políticos. A exposição reúne fotos, vídeos, áudios e textos que traçam um percurso do período da República brasileira entre o ano de 1902, ano de lançamento dos primeiros discos fonográficos, até os dias atuais nos mais variados gêneros, cançonetas e maxixes, marchinhas, sambas, caipira, MPB, Rock e Rap. Curadoria de Vladimir Sacchetta e cenografia concebida por Marcello Dantas (de 19/06/15, às 20h, a 02/08/15).
  • Joan Miró – A Força da Matéria agrupa, em três segmentos cronológicos, 41 pinturas, 22 esculturas, 20 desenhos, 26 gravuras e objetos do artista catalão (1893-1983). Entre as décadas de 1930 e 1940, Miró manifesta o interesse pela matéria durante a Guerra Civil Espanhola e a Segunda Guerra Mundial. Já nos anos 1950 e 1960, surge a presença maior de técnicas variadas que o levou a trabalhar em esculturas. A partir de 1970 são apresentados suportes inusitados e as gravuras, que indicam o constante desafio dos padrões e da técnica. Em 21/07/15, às 20h, ocorre uma mesa-redonda com o crítico Agnaldo Farias e Aguinaldo José Gonçalves (professor da USP de São Carlos, primeiro estudioso no Brasil da relação do poeta João Cabral de Melo Neto com Miró) e mediação de Paulo Miyada (consultor e curador do Instituto Tomie Ohtake). A entrada é gratuita, por ordem de chegada. As vagas são limitadas (exposição de 23/05/15, das 11h às 18h, a 16/08/15).
  • A mostra do Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake Akzonobel 2015 reúne projetos dos 10 finalistas além dos trabalhos vencedores. Em 1º lugar está Pedro Varella (Escritório Grua Arquitetura) com o projeto “Cota 10” (Rio de Janeiro 2015). Os arquitetos Anderson Freitas, Pedro Barros e Acácia Furuya (Escritório Apiacás Arquitetos) foram os segundos colocados com o projeto “Estúdio Madalena” (São Paulo – 2014). Já Eduardo Crafig Ferreira de Assis (Escritório SIC Arquitetura) ficou com a terceira colocação com o projeto “Alojamento para Estudantes” (Panamá, 2013). Também são expostos os projetos que concorreram ao prêmio: Alexandre Brasil Garcia, Anderson Freitas, Danilo Ribeiro Cardoso Terra, Eduardo Crafig Ferreira de Assis, Gabriel R. Grinspum, Lua Nitsche, Marina Acayaba, Pablo Emilio Robert Hereñú, Pedro Varella e Rodrigo Marconde Ferraz (de 22/07/15 a 07/09/15).

ITAÚ CULTURAL

  • Ocupação Vilanova Artigas comemora o centenário de nascimento do arquiteto e urbanista (1915-1985) com croquis, fotografias, maquetes e brinquedos que criou para os netos. Em 01/07/15, às 20h, ocorre o lançamento do livro “Vilanova Artigas” e o debate “A Arquitetura de Artigas”, com o arquiteto Paulo Mendes da Rocha (exposição de 23/06/15, às 20h, a 09/08/15).
  • A Ocupação Elomar apresenta a vida, a obra e o processo criativo do cantor e compositor baiano Elomar. A exposição reúne trechos de originais de romances, tirinhas do bode Orelana (personagem de Henfil inspirado em Elomar), objetos pessoais, composições, textos e manuscritos, papeis e envelopes com rabiscos, desenhos, listas, palavras inventadas, além de um toca-discos reproduzindo músicas dele. O público também é convidado a entrar no universo do sertão e dos romances de cavalaria que marcam a obra de Elomar ajudando a criar coletivamente um manto de cavaleiro. Todos os fins de semana, às 17h, a atividade ocorre ao som de algumas músicas dele. No fim de semana da abertura da mostra, essa atividade, chamada “Manto Cantado”, ocorre também às 14h. Em 26/07/15, “Se Esse Rua Fosse Nossa”, ao ar livre, na esquina do instituto, traz “Nas Abas do Meu Cordel”, criada pela Cia da Matilde, com artistas cantando cantigas e contando histórias rimadas. Em 30/07/15, em “A Meu Deus um Canto Novo”, a cantora e historiadora baiana Jurema Paes conversa sobre as referências e ressonâncias da obra de Elomar em suas produções e no cenário musical brasileiro. A mediação é da poeta Micheliny Verunschk. Em 13/08/15, João Omar (maestro, arranjador, compositor, instrumentista e filho de Elomar) lança o CD “Ao Sertano”. Em 14/08/15, Jurema apresenta o show “Mestiça”. Em 15/08/15, o espetáculo é de Flávio Paiva e Dona Zefinha, que lançam o livro-CD “Invocado”. Em 16/08/15, é exibido “A Roza”, um curta de animação em 3D de Marieta Cazarré e Juliano Cazarré (2013, 11min), uma história da tradição oral sertaneja, que Elomar usa na criação de óperas. Em 18 e 19/07/15, Elomar faz o concerto “Da Carantonha Mili Légua a Caminhá” no Auditório Ibirapuera, com participações de Heraldo do Monte e João Omar (exposição de 18/07/15, às 11h, a 23/08/15).
  • Mostra Rumos 2013-2014 apresenta seleção de obras de artistas mapeados pela curadoria no interior do país (de 26/08/15 a 25/10/15).
  • O espaço, que sempre realiza exposições de arte, conta também com uma midiateca voltada à arte e cultura brasileiras e composta por biblioteca (fechada para reformas), videoteca, hemeroteca e cedeteca, reunindo um acervo de 40 mil títulos. Visitação: ter. a sex., 12h/20h; sáb., 10h/19h. Já a Itaú Numismática reúne mais de 2 mil objetos expostos, entre moedas portuguesas e brasileiras, medalhas e condecorações. Visitação: ter. a qui., 10h/17h; qua., 11h/21h; sex. e sáb., 10h/19h.
  • Cinco séculos de arte brasileira estão reunidos em dois andares da instituição, o Espaço Olavo Setubal – Coleção Brasiliana Itaú exibe permanente parte das coleções Brasiliana Itaú e Itaú Numismática do banqueiro e ex-prefeito de São Paulo. São obras fundamentais que percorrem desde o descobrimento até o final do século XX. 1300 itens, entre pinturas, gravuras, documentos históricos, livros, incluindo trabalhos de inestimável valor histórico. O espaço abriga também a coleção de numismática da instituição, que traça um amplo panorama das moedas cunhadas e que tiveram circulação pelo país, entre outras curiosidades (a partir de 13/12/14, às 11h).
  • Cerqueira César: av. Paulista, 149, estação Brigadeiro do Metrô, tels. (11) 2168-1700 / 1777. Ter. a sex., 9h/20h; sáb. e dom., 11h/20h. http://novo.itaucultural.org.br

MAB (MUSEU DE ARTE BRASILEIRA) | FAAP | CENTRO

  • O espaço fica no Edifício Lutetia, de propriedade da FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado). É um projeto de Ramos de Azevedo (1851-1928) inaugurado na década de 1920. A construção faz parte de um conjunto de três prédios independentes com uma fachada única, tendo oito pavimentos, mais o térreo e o subsolo, em um terreno de 256 m². Além disso, o edifício possui oito lofts que hospedam artistas brasileiros e estrangeiros, estudantes de artes plásticas, em projetos de intercâmbio cultural.
  • Centro: Praça do Patriarca, 78, Edifício Lutetia, tel. (11) 3101-1776. Ter. a sáb., 10h/18h. www.faap.br/museu

MAB-FAAP (MUSEU DE ARTE BRASILEIRA DA FUNDAÇÃO ARMANDO ALVARES PENTEADO)

  • Século XX. Acervo MAB reúne 110 obras da coleção do museu, de diferentes momentos do século XX (de 18/08/15 a 25/10/15).
  • Agatha vs Agatha apresenta a produção da designer espanhola Agatha Ruiz de La Prada, que traz 35 looks sobre a evolução de seu processo criativo desde a década de 1980 até hoje (de 25/06/15, das 19h às 22h, a 23/08/15).
  • O MAB-Faap, inaugurado em 1960, mantém em acervo obras de artistas modernistas como Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Víctor Brecheret, Cândido Portinari, Di Cavalcanti, Lasar Segall, Ernesto De Fiori, Guignard, Cícero Dias e Alfredo Volpi; e de artistas de períodos posteriores como Tomie Ohtake, Evandro Carlos Jardim, Arcângelo Ianelli, Franz Weissmann, Amílcar de Castro e Nicolas Vlavianos; além de trabalhos de artistas da arte brasileira atual, como Sandra Cinto, Albano Afonso e Cláudio Mubarac.
  • Higienópolis: r. Alagoas, 903, tel. (11) 3662-7198. Ter. a sex., 10h/20h; sáb. e dom., 13h/17h. www.faap.br/museu

METRÔ | ESTAÇÃO CORINTHIANS-ITAQUERA

  • Produzido por Cinemagia, a estação abriga a mostra do Projeto Encontros – Memorial do Corinthians (mostra de longa duração).

METRÔ | ESTAÇÃO JARDIM SÃO PAULO

  • A exposição “Heróis do Clima - A Aventura por Trás das Mudanças Climáticas”, inspirada na questão ambiental em quadrinhos produzido pelo cartunista Caco Galhardo (de 10/09/15 a 30/09/15)

METRÔ | ESTAÇÃO LARGO TREZE

  • A exposição “Heróis do Clima - A Aventura por Trás das Mudanças Climáticas”, inspirada na questão ambiental em quadrinhos produzido pelo cartunista Caco Galhardo (de 10/10/15 a 30/10/15).

METRÔ | ESTAÇÃO LIBERDADE

  • Vitrine de Ikebana (mostra de longa duração).

METRÔ | ESTAÇÃO SÉ

  • A exposição “Heróis do Clima - A Aventura por Trás das Mudanças Climáticas”, inspirada na questão ambiental em quadrinhos produzido pelo cartunista Caco Galhardo (de 10/08/15 a 30/08/15)

METRÔ | ESTAÇÃO TRIANON MASP

  • Na segunda exposição do programa Fotografia no Trianon-Masp, o fotógrafo carioca Milton Guran apresenta nas vitrines da estação as séries “Kamayurá” (1978) e “Escola Kayapó, Aldeia Djetuktire” (1991), também pertencentes a Coleção Pirelli (de 01/08/15 a 04/11/15).

MuBA | MUSEU BELAS ARTES DE SÃO PAULO

  • O museu do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo mantém em acervo desenhos, pinturas e esculturas de artistas como Alfredo Oliani, Tulio Mugnaini, Lopes de Leão, Raphael Galvez, Colette Pujol, Julio Guerra e outros.
  • A instituição passa a abrigar as exposições e atividades de pesquisa do IAC (Instituto de Arte Contemporânea), depois de ter sido desalojado em 2011 de prédio da USP no Centro da cidade.
  • Vila Mariana: r. Dr. Álvaro Alvim, 76, Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, tel. (11) 5576-7300. Seg. a sex., 10h/20h; sáb. 10h/16h. www.belasartes.br | www.muba.com.br

RED BULL STATION


  • O espaço está instalado em um edifício dos anos 1920, tombado desde 2002 pelo Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo) e conta com ateliês individuais, estúdios coletivos e espaço expositivo.

SESC BELENZINHO

  • A exposição Imaterialidade, com curadoria de Adon Peres e Ligia Canongia, reúne trabalhos que evocam a desmaterialização e a sublimação da matéria ou têm o impalpável como elemento principal. Entre os artistas participantes figuram os brasileiros Brígida Baltar, Carlito Carvalhosa, Fabiana de Barros & Michel Favre, José Damasceno, Laura Vinci, Marcius Galan, Marcos Chaves, Paola Junqueira, Paulo Vivacqua e Waltercio Caldas e os estrangeiros Anthony McCall (Inglaterra), Ben Vautier (Itália), Bruce Nauman (EUA), Ceal Floyer (Paquistão) François Morellet (França), James Turrell (EUA), Keith Sonnier (EUA) e Ryan Gander (Inglaterra) (de 01/07/15, às 20h, a 27/09/15).
  • Belenzinho: r. Padre Adelino, 1.000, próximo à estação Belém do Metrô, tel. (11) 2076-9700. Ter. a sáb., 10h/21h; dom., 10h/19h. www.sescsp.org.br

SESC BOM RETIRO

  • O fotógrafo João Paulo Farkas apresenta a mostra “Amazônia Ocupada” composta por 75 imagens feitas durante em nove viagens entre 1985 e 1993 na Amazônia, que narram a ocupação da região. Inclui também um vídeo com depoimentos dos fotógrafos Pedro Martinelli, Claudia Andajur, Edu Simões, que também clicaram a região na época. Curadoria de Paulo Herkenhoff (de 24/07/15, às 20h, a 01/11/15).
  • Na nova sede no Bom Retiro estão obras do Acervo Sesc de Arte Brasileira. Há trabalhos de Cássio Vasconcelos, Eduardo Coimbra, Rodrigo Andrade, Rubens Gerchman e outros.
  • Bom Retiro: al. Nothmann, 185, tel. (11) 3332-3600. Ter. a sex., 9h/20h30; sáb. 10h/17h30; dom., 10h/17h30. www.sescsp.org.br

SESC INTERLAGOS

  • A mostra retrospectiva “Tudo É Semente”, formatada como um ateliê aberto, apresenta cerca de 500 obras do artista Rubens Matuck criadas ao longo de 40 anos de carreira. São gravuras, esculturas, aquarelas, pinturas e cadernos de viagens. O trabalho dele transita entre elaborações conceituais e a produção em antigos ofícios, processo que aproxima o indivíduo e a natureza. Curadoria de Rosely Nakagawa (de 25/04/15 a 12/10/15; qua. a sex., 10h/16h30, sáb. e dom., 10h/17h).
  • A mostra Acervo Sesc de Arte Brasileira traz obras de Denise Millan, Nicolas Vlavianos, João Câmara, Tide Hellmeister, Silvio Dworecki e outros. “Sonhos Gregos” conta com pinturas de John Graz (1891-1980). O projeto artístico e cenográfico “Canto das Artes” foca as atenções para a pintura “Nu”, de Carlos Leão. Eduardo Ver exibe xilogravura (mostras de longa duração).
  • Interlagos: av. Manuel Alves Soares, 1.100, tels. (11) 5662-9500 / 9521. Qua. a dom., 9h/17h. www.sescsp.org.br

SESC IPIRANGA

  • A exposição Variações do Corpo Selvagem - Eduardo Viveiros de Castro, Fotógrafo, reúne cerca de 250 fotografias feitas pelo antropólogo, cuja produção teórica desenvolveu, a teoria do perspectivismo ameríndio, que trata da noção de que todas as espécies de seres do mundo são dotadas de consciência e cultura. A exposição é agrupada em dois eixos: o primeiro com stills de filmes de Ivan Cardoso, na década de 1970; na segunda parte são expostos registros das tribos de índios Araweté, Yanomami, Yawalapiti e Kulina, dos anos 1980 e 1990. Curadoria de Eduardo Sterzi e Veronica Stigger. A mostra conta com programação paralela e entre 27 e 28/10 um seminário (de 29/08/15 a 29/11/15).
  • A artista Marcela Tiboni exibe a instalação “Fronteiras Sitiadas”, que faz uma reflexão acerca de situações e conflitos vividos no urbano paulista, entre manifestações, os excessos policiais e o aumento dos enclaves na paisagem da cidade. A obra é feita com cem lambe-lambes que cria duas faixas, grades de madeira e objetos fixados em cada grade (até 16/08/15).
  • Ipiranga: r. Bom Pastor, 822, tel. (11) 3340-2000. Ter. a sex., 10h/21h; sáb. e dom., 9h/17h. www.sescsp.org.br

SESC PINHEIROS

  • Uma visão contemporânea de Angola, Brasil, Cabo Verde Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal, é o tema da exposição As Margens dos Mares. Selecionados por Agnaldo Farias, doze artistas que refletem sobre questões como memória, espaço e arquitetura a partir de instalações, fotografias, vídeos e objetos, além de encontros musicais inéditos com a presença de músicos dos países convidados. Participam Arnaldo Antunes, Guto Lacaz, Chelpa Ferro, Chiara Banfi e O Grivo (Brasil); Ângela Ferreira, Maimuna Adam e Mauro Pinto (Moçambique); Catarina Botelho, Gabriela Albergaria e Susana Gaudêncio (Portugal) e Kiluanji Kia Henda (Angola). Ações educativas e programação integrada com debates, oficinas, intervenções e exibições de filmes ocorrem no decorrer da expoisição (de 08/05/15 e 02/08/15).
  • Como parte do projeto Verticalistas, que propõe a ressignificação dos espaços de convívio por meio de intervenções na entrada do Sesc, o artista Fabiano Gonper dá continuidade à sua série “A Pintura” (2007), na qual desenvolve desenhos em que os visitantes, obra, e salas expositivas se confundem. São situações de exploração de diferentes perspectivas espaciais que questionam o que é obra e o que é espectador (de 26/05/15 a 23/08/15).
  • Pinheiros: r. Paes Leme, 195, tels. (11) 3095-9400 e 0800-118220. Ter. a sex., 13h/22h; sáb., 10h/21h; dom.,10h/18h30. www.sescsp.org.br

SESC POMPÉIA

  • A exposição “Lig Des” é um panorama da obra do paulistano Marcello Nitsche. É a maior mostra já dedicada ao artista, com mais de 100 obras criadas de 1965 até os dias de hoje, como grandes esculturas infláveis denominadas “bolhas”, esculturas de pequeno porte, outras obras de suportes e características variadas, maquetes de obras para locais abertos, desenhos, pinturas e registros em fotografia e em filmes em 8mm. Curadoria de Ana Maria de Moraes Belluzzo (de 18/06/15, às 20h, a 30/08/15; ter. a sáb., 10h/21h, dom., 10h/19h).
  • Pompéia: r. Clélia, 93, tels. (11) 3871-7700 e 0800-118220. Ter. a sáb., 9h/22h; dom., 9h/20h. www.sescsp.org.br

SESC SANTANA

  • “Raízes e Asas” é o novo projeto expositivo no Sesc Vitrine, sob curadoria de Nair Benedicto. De março de 2015 a dezembro de 2016, a série recebe trabalhos de sete fotógrafas de diversos Estados brasileiros, com indagações sobre temas como identidade, natureza, raízes, transcendência e violência. Fabiana Figueiredo é a segunda expositora do projeto. O ensaio da artista mostra o dia a dia da pequena aldeia de Sartano, na Calábria (Itália), onde descende a família de sua avó. Ela explora as questões do êxodo de imigrantes à procura de vida digna (de 13/06/15 a 13/09/15).
  • Santana: av. Luiz Dumont Villares, 579, tel. (11) 2971-8700. Ter. a sex., 13h/21h; sáb. e dom., 10h/18h. www.sescsp.org.br

SESC SANTO AMARO

  • A mostra permanente Acervo SESC de Arte Brasileira ocorre em todas as unidades SESC da capital e do interior. No SESC Santo Amaro podem ser vistas obras de Luis Hermano, José Patrício, Efrain Almeida, Amélia Toledo, João Câmara e Alex Cerveny, entre outros.
  • Santo Amaro: r. Amador Bueno, 505 - Santo Amaro, tel: (11) 5541-4000. Ter. a sex., 10h/21h; sáb. e dom., 11h/18h. www.sescsp.org.br

SESC VILA MARIANA

  • A instalação itinerante Dispositivo Ohno dedicada à vida e trajetória de Kazuo (1906-2010) e Yoshito Ohno, precursores da dança japonesa butô. São fotografias, vídeos, livros, documentos e objetos relacionados a dança que fala sobre a origem da vida e busca transmitir, por meio de um olhar estático, a capacidade de ver através do corpo (de 02/06/15 a 02/08/15).
  • Vila Mariana: r. Pelotas, 141, tels. (11) 5080-3000 e 0800-11-8220. Ter. a sex., 7h/21h; sáb. e dom., 10h/18h30. www.sescsp.org.br

UNIBES CULTURAL

  • A exposição Diálogo No Escuro apresenta uma instalação em quatro diferentes espaços em que os visitantes são vendados e conduzidos por guias por salas escuras, que passam a perceber sensações de outros sentidos, como cheiros, sons, temperaturas e texturas. Ingr. R$ 24 (inteira) e R$ 12 (meia), de segunda a sexta; e R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) (a partir de 22/08/15, às 10h).
  • Sumaré: r. Oscar Freire, 2.500, estação Sumaré do Metrô, tels. (11) 3065-4333. Diariamente, 10h/18h. www.unibes.org.br